| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Jornal do CAPOEIRA
Desde: 28/10/2004      Publicadas: 1050      Atualização: 18/06/2006

Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS


 CRÔNICAS
  14/05/2006
  0 comentário(s)


Espírito Santo no Espírito Santo!
Espírito Santo no Espírito Santo! Coquinho Baiano

Jornal do Capoeira - www.capoeira.jex.com.br

Edição 73 - de 14 a  20 de Maio de 2006

 

Milton Cezar Ribeiro

Jornal do Capoeira SP

 - 14 de Maio de 2006 -

 

O Sr. Alexandre Estalano da Silveira, Mestre Marujo, foi um dos contemplados com o DVD feito com base em uma das visitas de Mestre André Lacé ao extraordinário Dr. João Grande, em Manhattan, Nova York. O Jornal do Capoeira entrou em contato com ele.

Diretor da Escola de Capoeiragem da Freguesia do Espírito Santo, Mestre Marujo  passará esse fim de semana, no Município de Aracruz, no Estado do Espírito Santo.  Daí a manchete.  Fará parte de um seleto grupo de mestres que, sob a coordenação de Mestre Chaminé, realizará uma série de oficinas   de capoeira. A coordenação local será feita por "Afoita", aluna de Mestre Chaminé.

Todos, portanto, estão de parabéns, não apenas a caravana de mestres do Rio de Janeiro e a capoeiragem local, mas a própria Prefeitura Municipal de Aracruz, bem como a Universidade de Aracruz,  posto  que Mestre Marujo estará  levando livros, cds e dvds sobre a capoeira no Rio de Janeiro e pelo Brasil e Mundo afora.

 

 

Como "capoeira também é cultura", adiantamos que Aracruz, cerca de 50 minutos de carro de Vitória, capital do Estado de Espírito Santo, é um Município  extremamente agradável, com forte passado histórico, uma "infinidade de belíssimos atrativos naturais com paisagem exuberante,  extensas áreas verdes, belíssimas praias, restingas, manguezais, enseadas, recifes, montanhas, coqueirais, parte da mata atlântica, gastronomia, festas religiosas, reservas ecológicas, tartarugas marinhas, lagoas e rios formando assim, um dos mais ecológicos trechos do litoral capixaba". Apresenta, também, vida cultural intensa.

Sobre História bastará lembrar  que o  atual Município de Aracruz  tem sua origem fincada, em 1556,  na  fundação  de um pequeno aldeamento na foz do Rio Piraquê-Açú,  pelos jesuítas Brás Lourenço, Diogo Jácome e Fabiano Lucena.  

 

 

Em 1860, Santa Cruz recebeu a visita d e  D. Pedro II e sua comitiva que pernoitaram na Vila de Santa Cruz, onde o imperador inaugurou o chafariz público e deixou como lembrança de sua passagem seis medidas para líquidos feitas de bronze.

Sobre os verdadeiros donos do Brasil cabe certa e justamente  uma reflexão. 

"Nos dias atuais, um reduzidíssimo número de índios ainda procura manter vivas sua cultura e tradição, ambas fragilizadas pela sociedade como um todo, que se baseia em valores bem diferentes e até opostos aos deles. Sobrevivem em reservas situadas ao norte da capital Vitória, sendo Caieiras Velhas, no município de Aracruz, a mais representativa. Essa Reserva abriga descendentes dos primeiros Tupiniquins aqui encontrados, praticando agricultura de subsistência e artesanato. Na década de 80, um acordo firmado entre a Fundação Nacional do Índio e a Prefeitura Municipal de Aracruz (PMA) permitiu a criação, na reserva, de escolas para ensino de nível fundamental e de creches. Na mesma época, por iniciativa da Legião Brasileira de Assistência (LBA), foram introduzidos cursos profissionalizantes, como uma tentativa de reduzir a grande exclusão social a que o processo histórico submeteu os indígenas. Muitos indivíduos, dada a dificuldade de sobrevivência nas reservas, migram para os grandes centros urbanos capixabas para trabalhar em ofícios mal remunerados (posto que a mão-de-obra é desqualificada para as exigências do mercado) ou em ocupações marginais.

"Culturalmente falando foi fundamental a contribuição indígena e afro-brasileira no que tange à lingüística, porque enriqueceu sobremaneira a língua portuguesa inicialmente falada em território capixaba. Num processo similar ao que ocorreu com todo o Brasil,  foi graças aos termos, prefixos e sufixos próprios da língua tupi-guarani (e também as de origem africana) que o português adquiriu sotaques e cadência diferenciados da Pátria-Mãe".

Ainda sobre a evolução sócio-cultural da região é de se registrar a forte presença de colônias alemãs e, sobretudo, italianas.

Em relação ao mês de maio, não por coincidência, a  Prefeitura Municipal de Aracruz (Gestão Ademar Devéns), por meio da Secretaria de Cultura, Desporto e Lazer (leia-se Professor  José Maria Coutinho  e Sr. Carlos Eduardo Lira, respectivamente, Secretário Municipal e Gerente de Eventos) ,  acaba de promover  o espetáculo  "Zacimba Gaba " A história de uma guerreira". A peça -  texto e a direção são de Rodrigo Paouto  -  apresentada no Teatro Municipal de Aracruz,  teatraliza, no melhor sentido e com muita propriedade,  a história de uma negra que veio de Angola,  África, para a região do Vale do Cricaré, em São Mateus, destacando-se na  luta contra a escravidão e tornando-se  libertadora e líder de seu povo.

Também a feliz e oportuna iniciativa de realizar o evento de Capoeira, com excelentes mestres (nas rodas de jogo e nas rodas de debates!), deve ser creditada ao Sr. Prefeito da Aracruz, Dr. Ademar Devéns, ao seu Secretário Municipal de Cultura, Desporto e Lazer, Professor Coutinho, e ao seu Gerente de Eventos, Sr. Carlos Lira (será também compositor de Bossa Nova?).

Não sem motivo, portanto, Mestre Marujo estará levando considerável acervo de livros, cds e informações sobre Capoeiragem. Informações que serão entregues pessoal-mente,  não apenas à Biblioteca Publica do Município, mas, também, a Sra.Amélia Jorge Gonçalves, Diretora da Biblioteca  Maria Luiza Devéns,  da Universidade de Aracruz, a  UniAracruz,   mantida pela Fundação São João Batista. Juntamente com os livros, Marujo e todo grupo visitante de mestres submeterão à Prefeitura e  à Universidade, a sugestão de um projeto municipal de pesquisa e desenvolvimento pleno dessa cada vez mais fascinante arte Afro-Brasileira da Capoeiragem..

 

A seguir, resumo da Agenda que será cumprida em Aracruz.

 



MOVIMENTO DE CAPOEIRA  TRADICIONAL

NO ESPÍRITO SANTO & ARACRUZ - PRIMEIRO ANIVERSÁRIO

OFICINAS E RODAS  COMEMORATIVAS

 

Dia: 13 de maio de 2006

Local: Escola Juscelino Kubitschek de Oliveira

Coordenação: Grupo de Capoeira Angola Volta ao Mundo - Mestre Chaminé

Mestres especialmente convidados: Mestre Neco (foto)  - Grupo de Capoeira Angola Só Angola;  Mestre Marujo - Escola de Capoeiragem Freguesia do Espírito Santo e outros.

Programação da Escola - Dia da Abolição da Escravatura*

 

Horário

Evento

13:00

Palestra e Discussão com os alunos sobre o tema "Cotas na Universidade" - promovido pela escola

15:00

Roda de Capoeira Angola - organizado pelo "Grupo de Capoeira Angola Volta ao Mundo"

 

* Segundo  o Diretor da Escola, para este dia, divido a programação da escola, 1000 pessoas foram convidadas, dentre elas 200  capoeiristas.

 

Oficina de Capoeira em Aracruz

Dia: 14 de maio de 2006

Local: Escola CAIC

Coordenação: Grupo de Capoeira Angola Volta ao Mundo - Mestre Chaminé

Grupos participantes (30 pessoas por grupo):  Grupo Cativeiro,  Grupo Raça,  Grupo ACFEC,  Grupo Pandeiro de Ouro  e   Grupo Ylê-odara

 

Programação Básica

Horário

Evento

9:00

Início: palestra

10:00

Oficina de movimentos simultânea com os 5 mestres

11:30

Intervalo para almoço

13:00

Oficina de música e roda-treino - simultâneas com os 5 mestres

14:00

RODA DE APOEIRA " Encerramento das oficinas

16:00

Encerramento da oficina

 

Roda na Praça " Confraternização Geral


Jornal do Capoeira - www.capoeira.jex.com.br


2006 - Ano Internacional da Mulher Capoeirista no Jornal do Capoeira




  Mais notícias da seção Informação no caderno CRÔNICAS
11/12/2005 - Informação - CAPOEIRA NACIONAL :: A luta por liberdade II
Crônica por Mestre Fálcon, Sorocaba versando sobre Capoeira, Ngolo e Criminalização...
01/12/2005 - Informação - Jornal do Capoeira :: EDITORIAL DE NATAL
O Jornal do Capoeira deseja a todas e todos um Feliz Natal e vindouro 2006! Como presente ofertamos esta charge do Mestre Cartunista Redi...
28/08/2005 - Informação - Os capoeiras e a capangagem eleitoral
Crônica por Carlos Carvalho Cavalheiro, folclorista e pesquisador da Capoeira no interior paulsita, enfocando os capoeiras na "capangagem" eleitoral do Rio Antigo...
26/07/2005 - Informação - Capoeira & Administração Eficaz
Neste artigo apresentamos algumas sugestões de debate/curso sobre a Administração no mundo da Capoeira...
05/07/2005 - Informação - Capoeira: O lazer da indústria do turismo em Salvador
Neste artigo, os autores - Marcelo Lampanche & Thelma Polato - apresentam uma das linhas de estudo que estão desenvolvendo em seu Grupo de Estudo da Capoeira, em São Paulo. Não por coincidência, o título do artigo remete à leitura (literalmente) do livro de autoria do professor Acurso Esteves: "A capoeira na indústria do entretenimento: corpo, acro...
20/06/2005 - Informação - Atlas Geográfico da Capoeira
Neste artigo apresentamos uma proposta alternativa de um Atlas para a Capoeira, cuja ênfase é a localização Geográfica de seus praticantes....
09/05/2005 - Informação - Piracicaba & Homenagem à Mestre Cosmo
Claudival da Costa (Mestre Cosmo) - referência da Capoeira Piracicabana e exemplo de respeito pelas Culturas Afro-Brasileiras e pela cidadania...



Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS