| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Jornal do CAPOEIRA
Desde: 28/10/2004      Publicadas: 1050      Atualização: 18/06/2006

Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS


 CRÔNICAS
  06/11/2005
  0 comentário(s)


Mestre TAP Executivo em Paris
Crônica de Mestre André Lacé sobre sua viagem recente à Paris - que incluiu Capoeira, é claro! -, e que traz algumas informações à respeito de um Curta Metragem francês sobre Vale-tudo e Capoeira
Mestre TAP Executivo em Paris Coquinho Baiano

Jornal do Capoeira - www.capoeira.jex.com.br

Edição 48: 05 a 11 de Novembro  de 2005

 

André Luiz Lacé Lopes

Rio de Janeiro - nov/ 2005

 

Alguns anos atrás, em Lisboa, conversando com um mestre de capoeira, comentei o fenômeno do "Mestre Gráfica". Ou seja, o capoeira que encomenda em alguma gráfica  vistoso cartão de "Mestre de Capoeira". E pronto, de repente, o mundo  ganha mais um "grande mestre".

Tomei, então, conhecimento de outra modalidade também muito curiosa: o Mestre TAP - ou Mestre VARIG,  Mestre Air France, ou qualquer outra companhia de aviação - onde  muitos jovens embarcam como simples aprendizes de Capoeira e desembarcam no exterior - Canadá, Estados Unidos, Europa, África, Austrália etc - como experimentados mestres.

Nesta recente viagem à Paris, de 05 a 21 de outubro, confortavelmente instalado na classe executiva da TAP ouvi de minha caríssima esposa:

-          Pois é, você está inaugurando um novo tipo de maestria de capoeira: o Mestre TAP  Executivo!

Como diria Manduca da Praia, no clássico monólogo imortalizado pela pena de Luis Edmundo:  "Olvidei a ofensa", peguei o note book e comecei a fazer as primeiras anotações de viagem. Parabenizando, de saída,  os bons serviços da TAP, muito embora o Aeroporto Tom Jobim esteja precisando urgentemente de maior atenção dos três níveis de governos.  Sendo oportuno, também, pedido de desculpas a Lisboa, pois chegar a Portugal e não sair do Aeroporto é quase um crime, Ainda mais numa sexta-feira, dia de Fado Vadio na Tasca do Careca.

É que desta vez resolvemos concentrar toda a viagem em Paris, com apenas duas rápidas escapadas - Brugge, na Bélgica, e Vale de la Loire.  

Sendo que grande parte da estada seria dedicada ao lançamento do meu cordel, versão francesa: L`Art de la Capoeira à Rio de Janeiro au Brésil et dans le Monde. Livreto onde, inspirado no Código da Vinci, de Dan Brown (que por sua vez, tranqüilamente, inspirou-se no Pêndulo de Foucault, de Umberto Eco), tratei também de criar alguns mistérios. Sete, para ser preciso e ficar bem com o esoterismo em geral e a mandinga em particular. Por razões acidentais acabou surgindo mais um mistério, para não mudar o número mágico, transformei-o em mistério especial. O que não ficou mal e deverá aumentar a curiosidade geral.

Assim como a segunda edição no Brasil, a versão francesa está também despertando vivo interesse e sacudindo a mesmice (fantasiosa e mercantil) da grande maioria dos livros de capoeira e dos "workshops" que, há décadas, vêem sendo realizados no Brasil e no exterior. Este exercício do Contraditório é salutar, ajudará a reescrever a História da Capoeira, finalmente, sua verdadeira História. E partir para o futuro sem as amarras de dogmas e de visões fanatizadas. O Roteiro sofreu apenas pequenas modificações:  Introdução (Códigos da Capoeiragem); I  Capoeira no Navio Tumbeiro; II  Capoeira - Patrimônio Cultural do Mundo;  III Capoeira no Rio de Janeiro; IV Capoeira Afro-Brasileira; V Capoeira Rio & Portugal; VI Capoeira de Sinhozinho; VII Capoeira na Lapa Boêmia; VIII A Capoeira Suburbana, da Baixada e do "Estado do Rio"; IX - A "Volta do Mundo da Capoeira? X Orquestra, Toque e Cantoria; XI Congressos Eleitoreiros & Turísticos/ XII Mestres Emergentes e Grandes Mestres; XIII Teoria Conspiratória e "Uncle Tom"; XIV Capoeira tem mecanismo de auto-preservação; e  Biblioteca Indispensável do Capoeira - algumas sugestões; Homenagem aos poeta repentistas; Homenagem ao cartunista Sylvio Redinger.

Ainda no vôo de ida, ocorreu valiosa coincidência. Eis que, ao lado de minha filha, sentou-se um cientista político, professor catedrático em Lisboa, muito viajado e bem informado sobre o Mundo, inclusive o Mundo da Capoeira.  Ao folhear meu cordel comentou que existe, em Cambridge, um interessante trabalho doutoral defendendo que a  base da literatura de cordel repousa nas obras de Homero. Levarei essa novidade (pelo menos para mim) para meus amigos, poetas repentistas,  lá da Feira de São Cristóvão (Rio). Assim como reforçarei meus argumentos a favor da Teoria da Conspiração em função do interessante artigo - O Atentado - que me foi oferecido pelo autor, companheiro de viagem. Teoria, aliás, que ainda não foi comentada nem na Capoeira nem em Cordel.

Paris na "volta do mundo"

Mas, na volta que o mundo deu, na volta que o mundo dá, a agenda acabou sendo substancialmente modificada, provocando algumas frustrações, mas, também, excelentes surpresas capoeirísticas.

Para começar, o lançamento, como anunciado, foi lamentavelmente cancelado. Em substituição reuni alguns amigos e especialistas em áreas direta, indireta ou potencialmente relacionadas ao Mundo da Capoeiragem  e sugeri uma leitura crítica do livreto. O que foi feito rendendo um sem-número de boas críticas e sugestões. Ainda em função do livro, visitei vários  Centros de Estudos deixando em cada um, exemplares do meu livro para serem criticados com total rigor. Ao final da reunião,  tão modesta quanto informal e produtiva, contrariando minha decisão de dar um tempo em minhas pesquisas e escritas capoeiristicas, rabisquei o seguinte roteiro para um possível segundo cordel: 1. Capoeira & Tradição; 2. Capoeira Jogo; 3. Capoeira Luta; 4. Capoeira & Negritude; 5. A Parte Rítmica e Cantada da Capoeira; 6. O Futuro da Capoeira Angola; 7. O Futuro da Capoeira Regional; 8. O futuro da Capoeira de Sinhozinho; 9. O Futuro da Capoeira em geral; 10.  Capoeira e Governo Brasileiro. 11. Capoeira e Jogos Olímpicos; 12.  Capoeiras e Educação Física; 13. Capoeira nas Escolas e na Faculdade; 14.  Capoeira Filosofia; 15. Capoeira e Religião; 16.  "Livros e Cds d Capoeira"; 17. "Diagnóstico da Capoeira no Brasil e no Mundo", 18.  "Álbuns Estaduais e Nacional de Mestres, Contramestres e pesquisadores de Capoeira"; 19. e, o que é sumamente importante. "Lei Brasileira específica sobre a Arte da Capoeiragem".

Durma-se com um barulho desses.

A peregrinação em Paris, em boa parte feita de motocicleta (obrigado pelo apoio "moral" e técnico Mestre Guará!) permitiu-me perceber uma curiosa coincidência: o interesse geral de quase todos esses centros de estudo pela literatura de cordel. Por onde passei, na própria Embaixada do Brasil, na Casa do Brasil, na Cidade Universitária, na Sorbone, no Museu do Homem encontrei as paredes decoradas com capas de cordel. Daí porque, a idéia da capa e, sobretudo, o trabalho do brilhante xilogravurista Erivaldo da Silva estão fazendo mais sucesso do que o "miolo" do livro.  A rigor, também os desenhos e cartuns de Sylvio Redinger estão sendo igualmente apreciados. Não podendo deixar de mencionar, por uma questão de mérito e justiça, a capa e quartacapa, mais uma vez, arquitetadas pela competente dupla Sávio Domingos e Marcelo Thiello (especialista, também,  em Pêndulo de Foucault, o que me levou a visitar o Museu "dês Arts et Métiers"), a  diagramação do Mestre Emerson e, finalmente, terminando  meus agradecimentos, o serviço gráfico do meu xará André Luiz (Editora Cruzado!).

 Brasil na Sorbone

Visitando a Sorbone (Nouvelle Paris III) tomei conhecimento de um interessante Colóquio Internacional -  La Formation du Roman au Brésil".  Folheando o Programa do Evento percebi  outra curiosidade capoeirística. Quase todos escritores selecionados como tema de palestra e debates escreveram também sobre a nossa Capoeiragem. Senão vejamos: Machado de Assis ("Bala de Estalo"), Manuel Antônio de Almeida ("Memórias de um Sargento de Milícias"), Lima Barreto ("Numa e a Ninfa"), Monteiro Lobato ("22 da Marajó") e por ai vai. Animei-me então a apresentar informalmente  sugestão para que, de alguma maneira este mote fosse explorado em algum momento do evento. Talvez até incluindo os irmãos Azevedo, especialmente o Aluizio ("O Cortiço"...) e, também - por que não? - o excelente Plácido de Abreu, com o seu folhetim "Os Capoeiras" que, sempre repito, um dia ainda será considerado uma obra "cult" do romantismo brasileiro e da Capoeira.

Esse contato maior com a Sorbone, livrarias e editoras do quinto "arrondissement" deveu-se a um dos imprevistos iniciais desta minha viagem, pois não sendo  possível, desta vez,  ficar no "meu" simpático Hotel Bonaparte (6ème) acabei conseguindo um teto no Hotel Moderne Saint-Germain, em plena rue des Écoles. Ficamos, portanto, quase dentro da Sorbone, muito perto das livrarias, bibliotecas e editoras. Perto, também, diga-se de passagem, de boas academias de Savate & Box Francês (acredito que não devam sempre ser confundidos um com outro).

Curta Metragem sobre Vale-tudo e Capoeira

De toda  esta rica experiência, a maior de todas, sem sombra de dúvida, foi conhecer detalhes do curta metragem que será lançado no próximo dia 1º de novembro. Sobre Vale-Tudo e Capoeira no Brasil, especialmente no Rio de Janeiro.  Meses atrás fui procurado pelo responsável dos contatos preliminares para este filme francês. Queria uma entrevista, sugeri três, comigo (que ele propunha) e mais duas, uma  com o Professor Rudolf Hermanny,  e outra com o Dr. João Alberto Barreto, que dispensam apresentações. As entrevistas foram feitas, e mais, levei os responsáveis para assistirem a uma extraordinária exibição de Jongo (Grupo Pé de Chinelo, de Santa Teresa) e duas aulas magistrais de Capoeira (Mestre Arerê, na Lapa, e Mestre Grilo, no Méier). Minha expectativa a respeito deste trabalho, portanto, era muito grande. E, a rigor, ainda não sei como ficará em sua forma final, mas os copiões que tive oportunidade de assistir, permitem concluir que esta equipe tem verdadeira relíquia nas mãos.  As entrevistas de Rudolf Hermanny e João Alberto Barreto ficaram excelentes, da mesma forma, o Jongo e as aulas de capoeira.

Tudo indica que, mais uma vez, a França vai ensinar ao Brasil a perceber melhor sua própria riqueza cultural. Longas décadas atrás, o Museu do Homem esteve na Bahia e filmou um dos melhores documentários sobre Capoeira Angola e Candomblé. Agora, fugindo a mesmice da grande maioria das discussões sobre capoeira, chega esta nova equipe e faz um documentário exemplar.

Ao final, a Capoeira e os capoeiras sairão ganhando.

Parabéns, pois a equipe, mas, talvez até pretensiosamente, recomendo todo cuidado na edição final. Pois o sensacionalismo sempre fica rondando nessas horas. 

No mais, que venha outro filme, talvez até específico sobre a Capoeira. Começando - quem sabe? - com o Moringue, lá na Ilha de Reunião, passando pelo Savate e chegando a esta cada vez mais fascinante Arte Afro-Brasileira da Capoeiragem.

 


Ilustrações:

Foto 1: ALLL entre Mestre Guará e Amélie Padioleau (que sugeriu excelente e oportuna pesquisa sobre o SAVATE).

Foto 2: ALLL e Sra.  - Obs.: A Camisa do Grupo GUNGANAGÔ, além de defender o peito,  representa uma homenagem à Capoeira de Santa Catarina.

Foto 3: Professor Rudolf Hermanny, ALLL, Dr. João Alberto Barreto, Mestre Arerê, Mestre Grilo e Jongo "Grupo Pé de Chinelo"



  Mais notícias da seção André Lacé no caderno CRÔNICAS
21/05/2006 - André Lacé - Almoço com Mestre Artur Emídio
Crônica por Mestre André Lacé em homenagem ao Grande Mestre Artur Emídio de Oliveira...
07/05/2006 - André Lacé - Missouri, Madrid, Rio: Capoeiragem!
Grupo de pesquisadores e alunos da Universidade de Saint Louis - campus Espanha - visita o Brasil. Estão previstos Debate, Palestra e Roda de Capoeira no Circo Voador - Capoeira Raiz no Quilombo do Arerê ...
29/04/2006 - André Lacé - Mandinga & Zé Pilintra & Duende
Crônica de André Lacé, cujo título alternativo poderia ser algo como Nova York, Rio e Madrid...
19/03/2006 - André Lacé - Festival de Cordas, Cordéis, Cordões e Fitas
Artigo publicado originalmente no Jornal A Notícia, por Juca Reis, codinome assumido por André Luiz Lacé Lopes, quando assinava a coluna Roda de Capoeira daquele jornal....
12/03/2006 - André Lacé - CAPOEIRA E VINHOS "GLOBALIZADOS"
Nesta crônica o autor faz uma análise sobre os processos de "globalização" da Capoeira e do Vinho, apresentando semelhanças entre a pressão de mercado e a qualidade de ambos "produtos"...
05/03/2006 - André Lacé - Mestre Rui Henrique & I.U.N.A.
- Carta ao Departamento Cultural (1989) -...
01/03/2006 - André Lacé - Bala Perdida 2005 & Capoeira 2006
Crônica por Mestre André Lacé, em homenagem ao Mestre Fanho e com algumas reflexões sobre o processo da institucionalização da Capoeira...
19/02/2006 - André Lacé - Capoeira em Aracaju, a Cidade Luz
Crônica por André Luiz Lacé Lopes sobre a Capoeira em Aracaju, Projeto "Centro de Memória da Capoeira", Atlas da Capoeira em Sergipe e pesquisa "Capoeira e Cartunismo"...
29/01/2006 - André Lacé - Juca Reis mulherengo e a Mulher Africana
Crônica de Mestre André Luiz Locé Lopes, versando sobre Juca Reis, com transcrição de um artigo publicado em jornal de 1890...
22/01/2006 - André Lacé - A Mulher na Capoeira
Crônica de André Lacé, publicada originalmente no Jornal dos Sports (1996), e que selecionamos para nosso Jornal do Capoeira como homenagem especial à Mulher Capoeirista...
15/01/2006 - André Lacé - Capoeiragem 2006 - Parte final
Roda de Samba no Bip Bip, Lúcio Sanfilippo, Morana (Saravando!) e "Candombe" de Carlos Vilaró...
15/01/2006 - André Lacé - CAPOEIRA NAS ELEIÇÕES GOVERNAMENTAIS
Crônica de Mestre André Lacé sobre tema muito oportuno para este ano de 2006: A participação da Capoeira e dos Capoeiras na política e nas eleições...
08/01/2006 - André Lacé - CAPOEIRAGEM 2006
Crônica de boas vindas à 2006 e à nosso Jornal do Capoeira, no qual o autor - André Lacé - faz breve prognóstico para o ano sócio-capoeirístico que se inicia....
04/12/2005 - André Lacé - Capoeira, Perfil do Presidente Ideal
Nesta crônica o autor, André Lacé, faz análise do que seria um "Presidente" ideal para nossa Capoeira, sem deixar, é claro, de fazer algumas considerações sobre projetos prioritários para nossa arte, como o Atlas da Capoeira...
27/11/2005 - André Lacé - Vinicius e o Hino da Capoeira no Mundo
Inspirado no filme VINÍCIUS (de Moraes), o autor sugere a música Berimbau como o Hino da Capoeira...
10/11/2005 - André Lacé - Mestre Zuma Burlamaqui e o Cordel
Nesta crônica o autor aborda o hábito comum de "inspirar-se" em outras obras, inclusive capoeirísticas, mas que as vezes esquecem-se de citar ou dar os devidos créditos "à fonte inspiradora" (ou matriz)....
30/10/2005 - André Lacé - Mestres Bimba, Leopoldina, Edinho, Agostinho dos Santos e Dom Um Romão
Crônica por Mestre André Lacé, versando sobre os mestres citados acima, e navegando um pouco no "mundo do cinema da capoeira", ou melhor dizendo, sobre os documentários antigos e recém-lançados sobre nossa arte...
04/09/2005 - André Lacé - Capoeira :: VALE TUDO, MESTRE HULK E A TGA
Crônica de Mestre André Luiz Lacé Lopes sobre Vale Tudo, Capoeira e Mestre Hulk, com algumas considerações sobre a Teoria Geral da Administração na Capoeira....
28/08/2005 - André Lacé - CAPOEIRA LUTA - DEBATE ABERTO E FRANCO
Crônica por Andre Luiz Lacé Lopes, tendo-se como foco a Capoeira Luta. Afinal, a Capoeira é ou não uma luta/arte marcial?...
25/08/2005 - André Lacé - RODA DE CAPOEIRA NAS BIBLIOTECAS
Crônica capoeirística por André Luiz Lacé Lopes, mestre em Administração pela Syracuse University, Nova Iorque, e de Capoeira - estilo Sinhozinho. Nesta crônica o autor escreve sobre os lançamentos recentes de livros sobre Capoeira, passeando um pouco sobre a literatura clássica de nossa arte...
16/08/2005 - André Lacé - Capoeiragem & Negritude - Do Blue Note ao Uncle Tom
Crônica por Mestre André Luiz Lacé Lopes para a edição especial do Jornal do Capoeira: CAPOEIRA & NEGRITUDE....
07/08/2005 - André Lacé - VALE-TUDO & CAPOEIRAGEM & RIO DE JANEIRO
Artigo sobre equipe francesa que está fazendo um curta-metragem sobre Capoeiragem, Vale-Tudo e Jiu-Jitsu no Rio de Janeiro. A equipe aproveitou para entrevistar os Mestres André Lacé, Rudolf Hermanny e João Alberto Barreto, além de fazer um "tour" pela Capoeira carioca....
02/08/2005 - André Lacé - CAPOEIRA ITÁLIA & BRASIL
Artigo de André Luiz Lacé Lopes, falando sobre a Capoeira na Itália e no Brasil: Federação Italiana de Capoeira; Mestre Coruja; Consulado Geral da Itália no Brasil e Mestre Pinatti...
25/07/2005 - André Lacé - Capoeira & Religião
Nesta crônica o autor chama a atenção do leitor para o atual quadro capoeirístico-religioso de nossa arte...
12/07/2005 - André Lacé - NAÇÕES@TRANSPARÊNCIA.com.BR
Nesta crônica, publicada originalmente em 1997, e que continua fazendo sentido nos dias de hoje, o autor André Lacé faz uma análise da relação entre o Futebol e a Capoeiragem, tendo-se como pano de fundo a "Cartolagem"....
03/07/2005 - André Lacé - Capoeira Livre Versus Avião Tumbeiro
Nesta Crônica o autor estabelece um paralelo entre os "navios tumbeiros" e o que ele chama de "aviões tumbeiros", onde alguns grupos tentam, a qualquer preço - ou melhor dizendo Custo -, tomar conta da Capoeira....
26/06/2005 - André Lacé - Olaria, RIO: Mestre Vilmar na Volta do Mundo
Nesta crônica o autor André Luiz Lacé escreve sobre Mestre Vilmar, Capoeira "das antigas" do Rio de Janeiro, contando sobre os trabalhos atuais do referido mestre....



Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS