| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Jornal do CAPOEIRA
Desde: 28/10/2004      Publicadas: 1050      Atualização: 18/06/2006

Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS


 CRÔNICAS
  01/08/2005
  0 comentário(s)


Pesquisa: A Capoeira na Economia
Estudo de Caso: Qual a participação da Capoeira no PIB de São Luis do Maranhão?
Pesquisa: A Capoeira na Economia Nova pagina 2

Leopoldo Gil Dulcio Vaz

Mestre em Ciência da Informação

São Luis do Maranhão - CEFET-MA

        "Filha de peixe, peixinho é". Assim diz um adágio popular.

        Não sou Mestre de Capoeira. Mas sou Mestre em Ciência da Informação. Não sou capoeirista, mas há bom tempo estou pesquisando a Capoeira no Maranhão à luz da Ciência do Esporte e da Historiografia oficial.

        Estou realizando um novo trabalho em prol da Capoeira, junto com minha filha - eis o motivo do ditado acima - Loreta Brito Vaz. Loreta está se formando em Economia, na Universidade Federal do Maranho e, talvez por influência minha, ela está fazendo sua Monigrafia de Conclusão de Curso com o tema: O esporte e as atividades físicas como geradora de renda: A Capoeira de São Luis do Maranhão - Um estudo de caso.

        O título, por si só, já é uma tese interessante. Quando mais aos resultados que estamos encontrando. Na verdade eu proveito a oportunidade para complementar os levantamentos de que necessito, e Loreta trabalha em sua de graduação em economia, prevista para ser defendida ate dezembro.

        Vamos utilizar o material do Jornal do Capoeira e o do Livro-Album que estamos elaborando para verificar uma "omissão" - ou falta de dados, um buraco - do Atlas do Esporte no Brasil, lançado no ano passado pelo Ministério dos Esportes, no Rio de Janeiro, e que está percorrendo as principais bibliotecas do Brasil. Este presente estudo fará também parte, é claro, do Atlas da Capoeira no Maranhão.

        Loreta está Loreta e eu estamos trabalhando para verificar o que representa a Capoeira no Produto Interno Bruto (PIB) maranhense. Da introdução do trabalho capturamos:

"... o setor (esporte e atividades físicas) movimenta algo entre 2% e 3% do PIB. Esta cifra ao se ampliar pela incorporação das atividades de turismo, lazer e entretenimento define simplesmente o maior setor de economia de qualquer país desenvolvido, como também o de maior geração de emprego (DaCosta, 2005b)[1].

DaCosta (2005)[2], utilizando-se do método de análise de cenários[3], estabeleceu o número de participantes e de empregos gerados pelo esporte e atividades físicas no Brasil:

Brasil (Atlas " COMPASS) " Totais de participantes em esporte e atividades físicas (2003)

Empregos gerados por grupo de esporte e atividades complementares

Estimativas e dados provisórios sujeitos a revisão " Atlas, 1ª ed, 2005

 

Esportes e atividades selecionadas

Atlas/COMPASS

Mais ativos

Regulares

Ocasionais

Empregos

Esportes Olímpicos

395.329

8.212.422

65.346.542

443.000

Esportes não Olímpicos

366.239

319.900

44.919.000

334.700

Esportes outdoor

28.035

136.288

8.140.120

46.492

Atividades complementares

-

8.667.894

-

761.222

Totais de contagem acumulada

-

-

-

1.585.414

Totais em contagem múltipla

-

7.365.504

118.405.162

-

Totais efetivos

749.603

10.847.815

74.208.125

870.000

Fonte: DaCOSTA, 2005, p. 838

            Quando se analisa tabela uma outra tabela do Atlas sobre os cenários gerais, em que se apresentam estimativas e dados provisórios -, na modalidade "Capoeira", no que se refere a "atletas registrados" consta (N/d) e "dados complementares de gestão" - (N/d), isto é, não existem dados disponíveis sobre Capoeira...[4], isto, no que se refere à área cultural " Capoeiragem (Lopes, 2005)[5].

            Ainda reportando-nos ao Atlas, 2005 - Cenários (DaCosta, 2005; Alves, 2005; e Boschi, 2005) [6] -, existem 1.585.414 (hum milhão, quinhentos e oitenta e cinco mil, quatrocentos e quatorze) empregos ligados direta ou indiretamente ao esporte, o que representa 2,42% da população empregada no Brasil.

Tendo em vista que, segundo as mesmas fontes, o esporte movimenta 1,7% do PIB nacional, pode-se então interpretar que esta é uma atividade econômica intensiva em mão-de-obra. Afinal, sua participação no emprego nacional é de 42,4% maior que o correspondente PIB nacional."

          Mesmo o estudo estando em fase de desenvolvimento, optamos par compartilhar esta análise preliminar com os pesquisadores e interessados no assunto, afim de se ter críticas e sugestões ao trabalho que está em andamento.

Leopoldo Vaz
 

[1] Da COSTA, Lamartine Pereira. Cenário de tendências gerais do esporte e atividades físicas no Brasil. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 825-838

 

[2] Da COSTA, Lamartine Pereira. Cenário de tendências gerais do esporte e atividades físicas no Brasil. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 825-838

 

[3] O método de análise de cenários é uma descrição de uma situação corrente e de eventos a ela vinculados que podem sugerir uma situação futura, constituindo então um estudo de tendências (presente) e de projeção de situações alternativas (futuro) (DaCosta, p. 825) 

 

[4] DaCOSTA, 2005, p. 835

 

[5] Dados levantados por LOPES, André Lacé. Capoeiragem. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 386-387

 

[6] Da COSTA, Lamartine Pereira. Cenário de tendências gerais do esporte e atividades físicas no Brasil. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 825-838;

 

  ALVES, José Antonio Barros. Cenário de tendências econômicas do esporte e atividades físicas no Brasil. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 857-858;

 

  BOSCHI, Rodrigo Fortini. Cinário de tendências de emprego na área de esporte e atividades físicas. In Da COSTA, Lamartine Pereira (org). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL. Rio de Janeiro : Shape, 2005, p. 859-860;




  Mais notícias da seção Maranhão no caderno CRÔNICAS
22/05/2006 - Maranhão - O VÔO DO FALCÃO
Mudanças de paradigma no ensino da Capoeira?...
30/04/2006 - Maranhão - Os Holandeses e os Palmares
Nassau atacou os Palmares!...
16/04/2006 - Maranhão - Capoeira em Construção
Sobre a construção coletiva da capoeira do "Grupo Angoleiros da Barra" - GABA - Maranhão, que conta com a participação especial dos Índios Guajajaras...
05/03/2006 - Maranhão - E A CORDA, QUEM INVENTOU?
PESQUISA: Neste artigo o autor, Irapuru Iru Pereira, questiona: quem e quando inventou-se o uso da corda, cordel e cordão como símbolo hierárquico da Capoeira?...
12/03/2006 - Maranhão - Angoleiros da Barra
Breve histórico do Grupo Angoleiros da Barra - GABA-, em Barra do Corda, Maranhão e da vida capoeirística de IRAPURU IRU PEREIRA, um de seus idealizadores...
05/03/2006 - Maranhão - ATLAS DA CAPOEIRAGEM NO MARANHÃO
Conversando com Antônio José da Conceição Ramos, o MESTRE PATINHO...
05/02/2006 - Maranhão - Angoleiros em Barra da Corda (MA)
Crônica pelo professor Leopoldo Vaz, São Luis, Maranhão...
18/12/2005 - Maranhão - Capoeiragem, Guarda Negra & O fuzilamento do dia 17 :: Parte III
Apresentamos mais informações sobre Guarda Negra e a Capoeiragem...
11/12/2005 - Maranhão - Capoeiragem, Guarda Negra & ISABELISMO :: Parte II
Nesta crônica o autor apresenta mais algumas informações sobre a Capoeiragem e a Guarda Negra, tendo-se como enfoque desta semana o "ISABELISMO"...
04/12/2005 - Maranhão - Capoeiragem e a Guarda Negra :: Parte I
Nesta crônica o autor apresenta alguns fatos relacionados à Capoeiragem e à Guarda Negra (Rio de Janeiro), enquanto ele, o autor, busca indícios da presença da própria Guarda Negra em São Luis do Maranhão. ...
30/10/2005 - Maranhão - O que é a Capoeira?
Crônica com uma abordagem muito interessante por Leopoldo Vaz, na qual o autor faz uso de algumas matérias recentes do Jornal do Capoeira para enquadrar o questionamento "O que é a Capoeira?", ou melhor dizendo, "como o que a capoeira vem sendo tratada recentemente?"...
28/08/2005 - Maranhão - Jiu-Jitsu no Maranhão
Novos apontamentos para sua História, com informações adicionais referentes à nossa Capoeiragem no século XIX ...
24/08/2005 - Maranhão - Ainda sobre a Punga dos Homens - Maranhão
Visita à Câmara Cascudo: crônica por Leopoldo Vaz - São Luis do Maranhão...
19/08/2005 - Maranhão - Breves Observações Sobre Tambor de Crioula
Mestres e estudiosos da Capoeiragem em São Luis do Maranhão tem discutido a relação entre nossa arte e a "punga dos homens" e "tambor de crioula". Neste sentido, Mestre Marco Aurélio traz algumas considerações sobre o "Tambor de Crioula"....
18/07/2005 - Maranhão - Qual Capoeira?
Neste artigo o autor, professor Leopoldo Vaz, do Maranhão, apresenta algumas denominações de nossa Capoeira naquele Estado, e propôe uma pesquisa de opinião quais capoeiras existem realmente?...
04/07/2005 - Maranhão - Capoeiragem no Maranhão
Esta é a sexta parte do estudo que o Prof. Leopoldo Vaz está desenvolvendo sobre a Capoeiragem no Maranhão. Neste artigo, Leopoldo explora a Capoeira "Carioca", além de explorar, de forma positiva, a contribuição de Mestre SAPO para a Capoeira Maranhense....
26/06/2005 - Maranhão - Capoeira no Maranhão
Este é o quinto texto da série, e fala sobre a Capoeira Regional...
29/05/2005 - Maranhão - Capoeiragem no Maranhão - Parte IV - Capoeira Angola
Nesta edição do Jornal do Capoeira publicamos a quarta parte da série de artigos sobre a Capoeiragem no Maranhão. Os artigos são frutos de um trabalho de pesquisa elaborado sob a coordenação do Professor Leopoldo VAZ (CEFET-MA)...
23/05/2005 - Maranhão - Capoeira no Maranhão - Angola ou Regional?
Esta é a terceira parte do estudo que o professor Leopoldo Vaz têm publicado no Jornal do Capoeira, referente a Capoeira no Maranhão...
02/05/2005 - Maranhão - Capoeira no Maranhão - Parte II
Segunda parte do artigo "Capoeira no Maranhão", de autoria do Professor Leopoldo Vaz...
25/04/2005 - Maranhão - Capoeira em Sao Luiz do Maranhão
Mestre Eli Pimenta (São Paulo) escreve sobre a Capoeira em São Luiz do Maranhão, meados do século XIX (1863), trazendo novos subsídios para o entendimento do fenômeno da Capoeiragem no Brasil...
18/04/2005 - Maranhão - Capoeiragem no Maranhão
Artigo enviado por Leopoldo Gil Dulcio Vaz...



Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS