| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Jornal do CAPOEIRA
Desde: 28/10/2004      Publicadas: 1050      Atualização: 18/06/2006

Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS


 CRÔNICAS
  13/06/2005
  2 comentário(s)


Visita à Salvador I: Terreiro de Jesus, Odilon, Gagé & CGC
Primeiro artigo sobre a Capoeira em Salvador, com base na viagem que fiz à "Boa Terra" em meados de maio de 2005
Visita à Salvador I: Terreiro de Jesus, Odilon, Gagé & CGC Nova pagina 1

 

Miltinho Astronauta

- Jornal do Capoeira (on line) -

Salvador, 22 de maio de 2005

 

Estive no último dia 21 de maio de 2005 no Forte da Capoeira (Salvador-BA), participando de uma Reunião preparatória para o III Congresso Nacional de Capoeira, onde pôde-se avançar mais um pouco rumo à sua realização em Dezembro de 2005.

 

Mestre Odilon Góes, um dos coordenadores do CNC e criador da Hidro-Capoeira, fez questão de, logo após o término da reunião, nos acompanhar em uma breve turnê pelo encantador Centro Histórico da cidade de Salvador. Na pequena comitiva estavam Mestre Odilon (acompanhado de seu sobrinho hidro-capoeirista, e de seu Pai mandingueiramente sábio e conhecedor das histórias de capoeira da Bahia) e Mestre Marquinhos, representante do Sr. Jairo Junior (Coordenador Geral do CNC). Eu, na ocasião, representava o Jornal do Capoeira.

 

Muito conhecido em Salvador, Mestre Odilon, ao mesmo tempo em que nos apresentava alguns cartões postais da cidade, percebi que ele próprio fazia parte de tais cartões! Era impossível cruzar alguma praça sem que alguém lhe acenasse com a mão, ou então chamasse-o pelo nome capoeirístico.

 

Resolvemos então parar em algum local para petiscar, além, é claro, de molhar as palavras que, a essa altura, merecia algo suave e saboroso. Acomodamos o veículo nos arredores do Terreiro de Jesus - uma grande praça ladeada por diversas Igrejas e Casarões centenários - local onde Mestre Lua Rasta e alguns outros mestres da Velha Guarda da Angola sempre organizaram suas rodas, com uma Capoeira de Largo, ou, às vezes, Capoeira de Rua mesmo. No Terreiro, ainda podemos encontrar alguns dos mestres da época antiga a vadiar seu "brinquedo D´Angola".

 

Foi quando mestre Odilon levanta o tom de voz e estabelece contato: "Mestre Gagé!!!". Lá estava outro desses cartões postais que a Bahia, infelizmente, mantém oculto em sua historiografia oficial da Capoeira.

 

Mais um grande motivo para que o Governo Federal, por intermédio de seus Ministérios da Cultura, Esportes e Educação viabilizem o Atlas da Capoeira no Brasil. A estratégia seria simples, cada Estado faz seu Atlas Estadual (Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Rio, São Paulo etc) e o Atlas nacional seria a somatória de tais esforços.

 

Voltemos à nossa gloriosa Boa Terra!

Mestres Gagé (Foto), Americano, Valú e diversos outros, sempre tiveram espaço garantido no Mercado Modelo, e tantos outros pontos turísticos da cidade.  Esta cantiga está presente no disco de Mestre Gagé:

 

"Quando eu chêgo no Mercado Modelo

Nas preces do Amanhecê

Quando chêgo no Mercado Modelo

Nas preces do Amanhecê

Já tem muita gente me esperando

Perguntando : Negão que vai fazê

Eu respondo:

Eu sou Capoeira

E Batuquegê

Eu sou Capoeira

E Batuquegê

...

Lá lá lauê, lá lá lauê

Lá lá lauê, lá lá lauê"

 

Na ocasião Gagé não estava "botando roda". Estava, na verdade, expondo seus artigos de artesanato para os turistas que passeavam pelo Terreiro de Jesus: berimbaus, pandeiros, camisetas, calças e tantas outras "cositas más".  

Demos um forte abraço no velho mestre - hoje beirando suas 60 primaveras - e fomos buscar pelo local dos petiscos. Não precisamos caminhar muito, pois em torno do "Terreiro" pode-se encontrar opções muito interessantes para uma boa refeição ou mesmo para um trago.

Cruzamos a rua e aportamos no pitoresco "Bar do Cravinho". Talvez tão famosa, e saborosa, quanto a Mulher Barbada - bebida cuja receita Mestre Bimba escolhei a dedo à quem passar a receita - foi provar algumas doses de uma bebida chamada GCG. Tal bebida (CGC) é uma mistura de Canela, Gengibre, Erva-doce, sendo que para dar "liga", complementa-se com boa cachaça e uma pitada mel! A CGC leva mais alguns ingredientes, mas os donos da casa não revelam o segredo (de família) a ninguém.

Para completar o "saboroso momento", Odilon, bem achegado aos proprietários, escala um petisco a base de fígado de frango, farinha (da boa! mas de mandioca) e molho de salsa com pimenta (também da boa!).

Aí está uma boa dica para quem estiver por Salvador nas próximas ocasiões. Mas tratem de passar por lá em um Domingo, de preferência quando Mestre Lua Rasta estiver com sua roda montada, quando então angoleiros de Salvador e de outras localidades (inclusive de outros Estados) se achegam ali para vadiar. É comum encontrar, por exemplo, os mestres Boca Rica, Pelé da Bomba, Curió e outros representantes dos Guardiões da Angola da Bahia.



  Mais notícias da seção Bahia no caderno CRÔNICAS
19/03/2006 - Bahia - Capoeira Angola ou Regional é Folclore!
Artigo extraído do livro A "Capoeira" da Indústria do Entretenimento, de autoria do professor Acúrsio Esteves, Salvador, Bahia...
19/02/2006 - Bahia - Mestre Lua de Bobó :: Angola "Meninos de Arembepe"
Capoeira, aquilo que nos envolve...
07/02/2006 - Bahia - A Capoeira na Educação Infantil
Uma Ferramenta Metodológica para Pedagogia Social ...
31/01/2006 - Bahia - A Musicalidade na Capoeira
Crônica enviada pelo professor Acúrsio Esteves, Bahia, abordando alguns assuntos relacionados à questão da musicalidade na Capoeira...
15/01/2006 - Bahia - TURISMO, MERCANTILISMO E CAPOEIRA
O professor Acúrsio Esteves escreve sobre O Furto da Ludicidade nas "Rodas de Vadiar"...
09/01/2006 - Bahia - Capoeira & Terapia
A Capoeira Como Atividade Terapêutica. Novas Possibilidades de Reabilitação....
11/12/2005 - Bahia - Capoeira Para Turista: O Espetáculo na Rua
Nesta crônica o autor, o prof. Acúrsio Esteves, analisa a capoeira enquanto espetáculo de rua...
30/10/2005 - Bahia - Projeto ERÊ em Itabuna :: Contramestre Fabinho
Aconteceu no dia 15 de Outubro, na cidade de Itabuna-BA, o IV Batizado do Projeto Erê Capoeira. Eli Pimenta, Mestre de Capoeira e colunista de nosso jornal, esteve presente no evento...
14/08/2005 - Bahia - O Poder da Negritude
Capoeira & Negritude: da Revolta dos Malês aos Terreiros de Angola, Oludum , Ilê Aiyê e outras africanidades dos tempos atuais...
09/05/2005 - Bahia - "Querido de Deus" um Capoeira Navegador!
Crônica por Mestre Tonho Matéria sobre o Mestre Querido de Deus, Capoeira da Bahia imortalizado nas rodas de capoeira e nas obras de Jorge Amado...
20/04/2005 - Bahia - Crônicas e Artigos sobre a Capoeira na Bahia
Artigos publicados no livro "A Volta do Mundo da Capoeira", por André Luiz Lacé Lopes, e enviado para o Jornal do Capoeira...
15/03/2005 - Bahia - Homenagem à Mestre Pastinha
Lucinano Milani, Portugal, escreve em homenagem à Mestre Pastinha...



Capa |  CAPOEIRA VIRTUAL  |  CRÔNICAS  |  EVENTOS  |  LIT.CLÁSSICA  |  NOTÍCIAS